Tromboflebite Superficial - Dr. Rodrigo Bono Fukushima

Doenças > Doenças Venosas

Tromboflebite Superficial

Divisor Artérias

O que é Tromboflebite Superficial?

Tromboflebite é a formação de coágulo no interior de uma veia. Por conta disto, ocorre interrupção da circulação de sangue no vaso acometido, gerando intensa reação inflamatória local. O processo causa dor e vermelhidão nas áreas correspondentes aos trajetos venosos acometidas.

Nos pacientes com varizes dos membros inferiores, a incidência de tromboflebite é maior, podendo chegar a 30% dos pacientes. Isto por que os vasos apresentam calibre aumentado e o sangue circula mais lentamente.

Apesar da dor e da vermelhidão, a tromboflebite usualmente apresenta evolução benigna, ocorrendo regressão da reação inflamatória num período de 7 a 18 dias, transformando-se a veia em cordão duro e indolor, que vai desaparecendo lentamente em 2 a 3 meses.

Em alguns casos, a tromboflebite pode progredir e evoluir para complicações, como trombose venosa profunda. Por isto é importante ter a avaliação de um médico cirurgião vascular.

Imagem Tromboflebite Superficial

Quais os sintomas?

Os pacientes com tromboflebite usualmente se apresentam com um cordão avermelhado, muito doloroso e endurecido no trajeto de uma veia. É muito comum os pacientes referirem que havia uma veia dilatada (varizes) no local acometido.

Quando se suspeita de tromboflebite superficial, os pacientes devem ser avaliados o mais rápido possível por um médico cirurgião vascular. É fundamental descartar se o processo está restrito as veias superficiais e que não haja acometimento de veias profundas (trombose venosa profunda).

 

Qual o tratamento?

Vale lembrar, que por ser um quadro potencial para complicações, a avaliação com um médico cirurgião vascular é fundamental.

Após afastadas possíveis complicações, o tratamento consiste em:

  • Compressão do membro afetado com meia ou faixa elástica
  • Deambulação livre, entretanto, intercalado com períodos de repouso com os membros inferiores elevados
  • Aplicação de calor local, podendo ser realizado com compressas úmidas
  • Anti-inflamatórios e analgésicos conforme prescrição médica
  • Em alguns casos, deve-se fazer uso de medicações anticoagulantes
×
Olá,
Como podemos ajudá-lo?
error: Conteúdo protegido